Ir direto ao conteúdo

Foto: Reprodução

A cientista e médica Alicia Kowaltowski estreia em outubro de 2019 como colunista do ‘Nexo’, quinzenalmente às quintas-feiras. Ela indica 5 obras de divulgação científica que ajudam a compreender como opera a “máquina ser humano”

Como cientista focada em estudos de metabolismo energético, sou fascinada pelo funcionamento dos nossos corpos. Nós somos sacos ambulantes de moléculas que estão constantemente reagindo entre si, de modo a nos fazer funcionar, mover e pensar. Somos incríveis! Porém, muitas vezes entendemos pouco sobre como somos formados, como trocamos  moléculas com o nosso universo, e como essas moléculas interagem e se transformam para gerar e manter uma vida humana. A seleção de livros abaixo visa trazer, em formato acessível para não especialistas, um conhecimento geral sobre a complexa e bela máquina que é o ser humano.

Radicais livres

Ohara Augusto, Oficina de textos, 2006

A professora Ohara Augusto é liderança internacional em estudos sobre radicais livres. Nesse livro, ela explica como essas moléculas, normalmente muito temidas como “vilões”, podem ser boas para a saúde em várias situações, más em outras, e, acima de tudo, são muito naturais ao nosso corpo. Ela discute também efeitos de antioxidantes e dietas na produção e efeitos de radicais livres. 

Breve história de quase tudo

Bill Bryson, Companhia das Letras, 2005

Bill Bryson é um dos meus escritores prediletos. Nesse livro ele apresenta  dados fascinantes sobre quase todas as áreas científicas, do Big Bang à origem da vida, ao funcionamento do ser humano. Tudo isso em texto leve e divertido, mas que traz muito conhecimento científico bem pesquisado. 

O gene

Siddhartha Mukherjee, Companhia das letras, 2016

Um livro que não só explica as bases da biologia molecular moderna, mas traz também um histórico fascinante de como cientistas aprenderam como nossa informação genética funciona e desenvolveram importantes debates éticos em paralelo ao ganho de conhecimento. Descreve como sabemos hoje domar essa informação em prol da ciência, do desenvolvimento de novos métodos para diagnósticos e  tratamento de doenças humanas. 

Power, sex, suicide: mitochondria and the meaning of life 

Nick Lane, Oxford University Press, 2006

Nick Lane é autor de livros que versam sobre metabolismo, e especificamente sobre como células geram energia, área de pesquisa em que eu atuo. Nesse livro ele descreve os vários papéis desempenhados pelas mitocôndrias, que são uma espécie de bateria das nossas células, e demonstra porque essas partes das nossas células são essenciais para organismos vivos complexos como nós. 

O que é metabolismo

Alicia Kowaltowski, Oficina de textos, 2015

Não poderia deixar de recomendar meu próprio livro...  Discuto aqui, num formato de perguntas e respostas, como os alimentos que comemos são transformados em moléculas essenciais ao nosso organismo e em energia para que possamos pensar, nos movimentar e viver. Descrevo a regulação do metabolismo de nossas moléculas por hormônios e principais doenças metabólicas de nossa época: obesidade, diabetes, dislipidemias, dentre outras.

 

Alicia Kowaltowski é médica formada pela Unicamp, com doutorado em ciências médicas. Atua como cientista na área de metabolismo energético. É professora titular do Departamento de Bioquímica, Instituto de Química da USP, membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo. É autora de mais de 150 artigos científicos especializados, além do livro de divulgação científica “O que é Metabolismo: como nossos corpos transformam o que comemos no que somos”.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!