Ir direto ao conteúdo
Economistas respondem a 10 perguntas centrais sobre a PEC do Teto
Foto: Luis Macedo/Ag. Câmara - 10.10.2016

Economistas respondem a 10 perguntas centrais sobre a PEC do Teto

Proposta de mudança da Constituição tem despertado debates intensos. O ‘Nexo’ conversou com integrantes de escolas econômicas diferentes para que você veja argumentos qualificados de ambos os lados e tire suas próprias conclusões

    A proposta de emenda constitucional 241 é uma das apostas centrais do governo Michel Temer para lidar com a crise econômica pela qual passa o Brasil. Com a PEC do Teto, o presidente dá o primeiro passo para ajustar as contas públicas federais após o impeachment da antecessora, Dilma Rousseff.

    Há consenso de que esse ajuste é necessário. A polêmica se dá em torno da maneira escolhida pelo peemedebista de fazê-lo: limitar os gastos públicos por 20 anos. O Nexo traz abaixo entrevistas com dois economistas com visões distintas sobre o teto. Nas respostas, eles abordam os principais aspectos da medida.

     

    ‘PEC afetará políticas públicas e pode não resolver’, diz Leda Paulani

    A opinião da professora da USP e ex-secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão de São Paulo, contrária ao teto de gastos

    Leia na íntegra

     

    ‘PEC deveria ser popular, porque atende à maioria’, diz Marcos Lisboa

    A opinião do diretor-presidente do Insper e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, favorável ao teto de gastos

    Leia na íntegra

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!