Como lidar com a linguagem ‘destrutiva’ de Bolsonaro

Pesquisador Miguel Lago fala ao ‘Nexo’ sobre a capacidade que o presidente tem de transformar grandes disputas políticas em temas pessoais, e de que forma a oposição pode usar da mesma lógica em 2022

    Nos primeiros meses do seu mandato, o presidente Jair Bolsonaro fez uma declaração em um jantar com líderes conservadores nos Estados Unidos que, na visão do cientista político Miguel Lago, diretor-executivo do Ieps (Instituto de Estudos para Políticas de Saúde), sintetiza a principal entrega de seu governo.

    “O Brasil não é um terreno aberto para onde nós pretendemos construir coisas para o nosso povo. Nós temos é que desconstruir muita coisa. Desfazer muita coisa”

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.