‘Sem luta política, não tem instituição que salve a democracia’ 

Ex-vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat fala ao ‘Nexo’ sobre o estado dos órgãos técnicos da máquina pública em 2022, quarto ano de governo Bolsonaro, para além da disputa entre Poderes

    Os órgãos da máquina pública federal em 2022, quarto ano de mandato do presidente Jair Bolsonaro, estão “devastados”, segundo a ex-vice-procuradora-geral da República Deborah Duprat, expoente na defesa dos direitos humanos durante os mais de 30 anos em que atuou no Ministério Público Federal.

    Para além do conflito entre as cúpulas dos Poderes, com constantes ataques do presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal, Duprat afirma que as estruturas dentro do próprio Executivo perderam autonomia, além de capacidade técnica.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.