‘Queremos criar uma onda de produções sobre meio ambiente’

Cocriador e produtor da série ‘Aruanas’, Marcos Nisti fala ao ‘Nexo’ sobre o que o motiva a fazer entretenimento engajado com causas socioambientais

    Cocriador e produtor da série “Aruanas”, sobre uma ONG que investiga crimes ambientais, Marcos Nisti quer inspirar uma onda de produções engajadas com causas sociais no entretenimento brasileiro. Em entrevista ao Nexo, o cofundador da produtora Maria Farinha Filmes disse que esse movimento deve ser acompanhado por práticas trabalhistas melhores na indústria do audiovisual: “Não adianta falar de direitos humanos e fazer um funcionário trabalhar 14 horas por dia”.

    Com Débora Falabella, Leandra Leal e Camila Pitanga no elenco, a segunda temporada de “Aruanas” estreou em novembro no Globoplay, serviço de streaming da TV Globo. Depois de pautar o garimpo ilegal na Amazônia na primeira temporada, a série agora se volta à poluição gerada pela indústria petroquímica na cidade sudestina fictícia de Arapós, com uma trama que coloca as protagonistas contra lobistas, milícias, senadores e empresários estrangeiros.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.