‘Falta um líder nacional ao PSDB, que não é mais tão forte’

Cientista político Fernando Guarnieri fala ao ‘Nexo’ sobre a trajetória e o futuro do partido que realiza em 2021 suas primeiras prévias para a escolha de um candidato à Presidência da República

    O PSDB realiza em 2021, pela primeira vez, um processo de prévias para a seleção de um pré-candidato a presidente da República. A disputa se mostrou acirrada entre os dois principais concorrentes, o governador de São Paulo, João Doria, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Também esteve no páreo o ex-prefeito de Manaus e ex-senador Arthur Virgílio Neto.

    A votação ocorre neste domingo (21), quando parte de mandatários, dirigentes e filiados ao PSDB devem indicar sua preferência na disputa interna, que pode contar com segundo turno caso nenhum dos candidatos atinja mais de 50% dos votos. As semanas que antecederam a votação foram marcadas por críticas contundentes entre os concorrentes, com acusações de quem era mais bolsonarista. Houve também suspeitas de fraude no processo de prévias, em denúncias feitas tanto pelo grupo de Leite quanto pelo grupo de Doria.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.