‘Offshores em paraísos fiscais criam um problema moral’

Nesta entrevista ao ‘Nexo’, Tarcísio Diniz Magalhães, professor de direito tributário, explica por que manter dinheiro em países com baixa (ou nenhuma) tributação vai muito além da legalidade ou ilegalidade

    Ter dinheiro em contas e empresas fora do país não é algo ilegal. Mas essa possibilidade abre caminho para que pessoas ricas paguem poucos impostos sobre sua renda – o que contribui para aumentar a desigualdade no Brasil. É o que disse ao Nexo Tarcísio Diniz Magalhães, professor de direito tributário na Universidade da Antuérpia, na Bélgica, e especialista em direito tributário internacional.

    O projeto Pandora Papers, conduzido pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, revelou em 3 de outubro o uso que políticos, chefes de Estado, membros de governos, artistas e outras personalidades fazem de paraísos fiscais. Foram 11,9 milhões de documentos vazados em quase três terabytes de dados, com informações sobre offshores em 14 países diferentes.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.