O estado dos direitos humanos na China, segundo esta ativista

Xu Yan fala ao ‘Nexo’ sobre a prisão e as torturas sofridas por seu marido, o advogado Yu Wensheng, e as restrições à democracia e à dissidência no país

    Xu Yan é casada com Yu Wensheng desde 2003. O marido é um advogado chinês que ganhou reconhecimento internacional por dedicar a vida à defesa dos direitos humanos dentro de um dos regimes mais fechados do mundo. Wensheng fez carreira defendendo ativistas, manifestantes, religiosos e outros grupos considerados dissidentes pelo Partido Comunista Chinês.

    Em 2018, Wensheng fez uma proposta pública de emenda à Constituição da China, na qual defendia maior abertura política no país. No dia seguinte, foi preso quando levava os filhos à escola.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.