‘Cidadão não, engenheiro’: elites e autoritarismo no Brasil

A historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz fala ao ‘Nexo’ sobre a fraca concepção de cidadania que domina parte da sociedade brasileira

    O programa Fantástico, da rede Globo, exibiu no domingo (5) uma reportagem sobre a inspeção de bares e restaurantes, estabelecimentos que voltaram a funcionar com restrições no Rio de Janeiro em 2 de junho, após três meses fechados devido à pandemia do novo coronavírus. Os fiscais da Vigilância Sanitária monitoram o cumprimento das medidas de segurança contra a covid-19, condição para que os locais possam permanecer abertos.

    Uma interação entre um casal e um fiscal da Prefeitura do Rio ocorrida na noite de sábado (4) e incluída na reportagem chamou a atenção. Sem máscara, na calçada de um restaurante na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, um homem e uma mulher tentaram intimidar o fiscal Flávio Graça, superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação em Vigilância Sanitária, Fiscalização e Controle de Zoonoses da prefeitura.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.