Por que São Paulo para quando chove, segundo esta urbanista

Professora da UFABC, Silvia Passarelli explica como decisões históricas que definiram configuração da cidade resultam na impossibilidade de se deslocar nela em dias de chuva

A cidade de São Paulo amanheceu em estado de atenção na segunda-feira (10) devido a um temporal iniciado na noite anterior.

Mais uma vez, a chuva fez a cidade parar: duas das principais vias da cidade, as marginais Tietê e Pinheiros ficaram interditadas, com pontos intransitáveis devido ao transbordamento dos respectivos rios.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.