Qual o efeito de Israel se dizer legalmente um ‘Estado judaico’

O historiador Michel Gherman, da UFRJ, fala ao ‘Nexo’ sobre princípios do movimento sionista e o status quo do país

No dia 19 de julho de 2018, o Parlamento israelense aprovou uma lei apoiada pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

O texto trata de fundamentos básicos do Estado de Israel e de seus habitantes, e tem o peso de normas constitucionais. Estes são alguns dos pontos que a lei estabelece:

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.