Por que Lula desperta tanto amor e ódio, segundo este psicanalista

Raul Pacheco, coordenador do Núcleo de Pesquisa Psicanálise e Sociedade, fala ao 'Nexo' sobre as motivações dos sentimentos em torno do ex-presidente

     

    A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste sábado (7) tem origem na Justiça e reflexos na política. As reações a ela, entretanto, só podem ser completamente entendidas com a ajuda da psicanálise.

    O Nexo entrevistou por escrito o mestre, doutor e professor de psicologia da PUC de São Paulo Raul Pacheco, que é também coordenador do Núcleo de Pesquisa Psicanálise e Sociedade.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.