Quais os problemas de representação na democracia brasileira

Doutor em ciência política Cláudio Couto fala ao ‘Nexo’ sobre a desconexão entre a opinião dos cidadãos e dos políticos que, na teoria, deveriam defender seus interesses

     

    Na teoria, a democracia representativa é algo simples: “um regime no qual os cidadãos são governados e se fazem representar por políticos eleitos por eles, em eleições competitivas, limpas e plurais”, como define Cláudio Couto nesta entrevista ao Nexo, concedida por e-mail no dia 18 de agosto.

    Porém, o doutor em ciência política e professor da FGV-SP  ressalva: “a qualidade da representatividade no Brasil hoje é baixa, porque temos uma democracia seriamente comprometida pela oligarquização.”

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.