Como nasceu, cresceu e morreu o sonho do ‘Brasil grande’, segundo este jornalista

Em livro, mestre em relações internacionais Fábio Zanini refaz o caminho da expansão política e ideológica da Era Lula na direção da África e da América Latina

    Uma das características mais marcantes dos oito anos de presidência de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2011) foi o desejo de estender a influência brasileira para a África e a América Latina. Treze anos depois — com uma Operação Lava Jato no meio — o sonho ruiu.

    No livro “Euforia e Fracasso do Brasil Grande: Política Externa e Multinacionais Brasileiras na Era Lula”, o jornalista Fábio Zanini refaz o caminho de uma estratégia cujas raízes estão nos anos 1970, mas os frutos começaram a aparecer em 2003, quando o PT chegou pela primeira vez ao poder.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.