‘Desenhar com visual fofo permite que você consiga contar coisas mais pesadas’

Quadrinista catalão Joan Cornellà será publicado pela primeira vez no Brasil e fala ao ‘Nexo’ sobre o que está por trás de seus controversos quadrinhos

    Temas
     

    Você provavelmente já esbarrou pelo Facebook com um quadrinho do artista espanhol Joan Cornellà. São obras com cores gritantes, traços infantis e conteúdos absurdos como mães botando fogo nos próprios filhos e casos de assassinatos entre irmãos siameses.

    Com mais de três milhões de curtidas em sua página, o quadrinista de 35 anos nascido em Barcelona, na região autônoma da Catalunha, na Espanha, ficou conhecido nas redes sociais pelo tom insólito e pelos vários questionamentos gerados por suas HQs. Mas Cornellà também tem suas dúvidas e pede esclarecimentos aos fãs brasileiros em entrevista ao Nexo, feita por e-mail na quinta-feira (11):

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.