Matheus Gomes tem 29 anos e é vereador de Porto Alegre pelo PSOL. Atua desde os 17 anos no movimento negro, estudantil e periférico, e atualmente tem inserção em diferentes coletivos e entidades, como o Afronte, o Nós Por Nós Solidariedade e Movimento Negro Unificado. É licenciado e mestrando em história pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), onde pesquisa a participação negra e periférica nas Jornadas de Junho de 2013. Em 2020, foi eleito vereador com a quinta maior votação da capital gaúcha.

  • Uma visão negra sobre o genocídio em curso no país

    Vivemos a maior tragédia humanitária do período pós-abolição. Não há como entender essa situação sem refletirmos sobre a cultura autoritária e conservadora construída com base no racismo

  • O avanço da representação negra na política

    O destaque dado às pautas raciais em anos recentes demonstra um reposicionamento social que está para além das eleições. Cada vez mais, negras e negros compreendem a importância de conectar suas demandas imediatas com a afirmação de identidade