Ir direto ao conteúdo

Humberto Laudares é especialista em políticas públicas e desenvolvimento. É Ph.D em Economia pelo Graduate Institute, em Genebra (Suíça), e mestre pela Universidade Columbia (Estados Unidos). Fez Ciências Sociais na USP e Administração na FGV de São Paulo. Trabalhou com políticas públicas em governos, no parlamento e em organismos internacionais. Para acompanhar sua página no Facebook: www.facebook.com/laudares

  • Inté

    Com a derrocada do tipo de política hegemônica no Brasil, o tema que está à mesa é, não gratuitamente, o da renovação política

  • Não é hora de pagar de intelectual

    Para o analista cético ou um acadêmico preso a um modelo específico, erros ou desvios evidenciam que as coisas vão mal. Para o empreendedor, eles são naturais do processo, é possível aprender com eles e corrigi-los

  • No máximo dois mandatos, Sr(a). presidente

    As instituições políticas brasileiras parecem atender a interesses exclusivos de meia dúzia de dirigentes que se perpetuam no poder. Isso prejudica a representatividade e impede a renovação dos quadros políticos

  • Qual é a sua pergunta para 2018?

    Este ano é decisivo para o futuro do Brasil. E sobram dúvidas em meio à implosão das velhas práticas políticas que vigoram há, pelo menos, três décadas

  • Multiculturalismo gera desigualdade?

    A economia e as ciências sociais tentam responder a essa questão, com ferramentas que, felizmente, hoje são muito mais precisas do que antigamente

  • Repetição, não: renovação

    Renovação virou hit nas conversas políticas. Mas o que é renovação e o que é repetição do mesmo?

  • Em busca do bem comum

    Se o governo fosse guiado de fato pelo interesse público, as mudanças de gestão representariam apenas ajustes de preferências — e não a ruptura radical de políticas públicas e planejamento de longo prazo

  • E se trocassem congressistas por robôs?

    Há um sentimento difundido no Brasil de total descrença na classe política e de que é preciso haver uma ruptura. Mas o risco maior que se coloca é uma renovação sem qualidade e sem inovação

  • Quem quer ser empreendedor público?

    Este é o perfil necessário para o país: pessoas que transitem entre política institucional, sociedade civil e academia

  • E 'o mercado' com isso?

    Hoje eu gostaria de conversar com meus amigos da elite econômica do Brasil

  • Todos querem ser Gisele Bündchen

    A modelo pediu veto à redução de florestas brasileiras e foi atendida pelo presidente. Mas Michel Temer segue apostando em um modelo falido de desenvolvimento e prejudicando nossa imagem internacional

  • Por que os tiranos estão saindo do armário

    O que se pensava estar resolvido no entendimento de democracia liberal, pelo menos desde o século 18, parece que pode ressurgir, até mesmo para atacar frontalmente conquistas universais dos direitos humanos. Foi assim com Trump, é assim com Bolsonaro.

  • Melancias, corporações e reformas

    Independentemente de qualquer coisa, os números e as evidências anedóticas no Brasil falam por si: são muitos cargos a serviço do ‘toma lá, dá cá’ da política

  • Rumo à inflexão

    Em um país sem lideranças e sem partidos confiáveis, como iremos sair melhores dessa? Em um país que a cada 26 anos, em média, muda de regime político desde a Proclamação da República, o que esperar das próximas décadas?