Coluna

Só a união das vítimas da corrupção é capaz de mudar o jogo

    Investigações como as feitas pela Lava Jato não mudam as leis que permitem a alguns a apropriação do dinheiro público, mas nos mostram que a impunidade dos poderosos é intocável

    Há dois anos foi lançado o livro “Corrupção: Lava Jato e Mãos Limpas” (Portfolio-Penguin), que organizei e do qual sou coautora. Nele, a operação italiana é descrita e analisada, 24 anos após seu início, por dois dos magistrados que a conduziram – Piercamillo Davigo e Gherardo Colombo. À época em que foi escrito, a operação brasileira estava no seu quinto ano, e foi analisada pelo então juiz Sergio Moro, em um capítulo, e pelos procuradores Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon, em outro. Um generoso prefácio foi escrito pelo ministro Luís Roberto Barroso, e eu me encarreguei de fazer um survey sobre teoria da corrupção e uma análise dos impactos econômicos da corrupção no Brasil e na Itália. Revisito, aqui, algumas das ideias presentes no livro à luz do fim da Lava Jato e das decisões recentes do STF (Supremo Tribunal Federal) a ela relacionadas, com ênfase no papel do apoio da sociedade a operações contra a corrupção.

    Cristina Pinotti é graduada em administração pública pela EAESP-FGV e cursou o doutorado em economia na FEA-USP. É sócia da A.C. Pastore & Associados desde 1993. Antes trabalhou nos departamentos econômicos do BIB-Unibanco, Divesp e MB Associados. Concentra seus trabalhos na análise da macroeconomia brasileira, com ênfase em temas da política monetária, relações do país com a economia internacional, e planos de estabilização. Nos últimos anos tem se dedicado ao estudo da teoria da corrupção e da história da operação Mãos Limpas, na Itália. É autora de diversos artigos e livros. Escreve mensalmente às sextas-feiras.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!