Coluna

O ovo vai se tornar novamente um vilão da dieta?

    Estudo americano sugere relação entre consumo de gemas e alto índice de morte. A questão é: uma única publicação pode sustentar uma recomendação de mudança de hábitos para a população como um todo?

    Foi publicado em 9 de fevereiro deste ano um estudo sobre o consumo de ovos na saúde populacional. O trabalho é muito robusto: acompanhou mais de meio milhão de norte-americanos acima de 50 anos de idade durante 15 anos de suas vidas, coletando dados sobre sua alimentação, doenças e mortes. Os resultados demonstram que pessoas que consumiam o equivalente a dois ou mais ovos inteiros diariamente tinham chances significativamente maiores de morrer por várias causas, incluindo por doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. O estudo também sugere que esse aumento de mortes está relacionado ao consumo de colesterol de outras fontes. Além disso, o uso de substituições na dieta que diminuem a quantidade de colesterol, como comer apenas as claras dos ovos ou usar preparados industrializados de componentes de ovos sem colesterol, protegeria contra a morte elevada. Os autores do trabalho concluem que limitar a ingestão de colesterol e ovos pode aumentar a nossa saúde e sobrevida.

    Alicia Kowaltowski é médica formada pela Unicamp, com doutorado em ciências médicas. Atua como cientista na área de Metabolismo Energético. É professora titular do Departamento de Bioquímica, Instituto de Química da USP, membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo. É autora de mais de 150 artigos científicos especializados, além do livro de divulgação Científica “O que é Metabolismo: como nossos corpos transformam o que comemos no que somos”. Escreve quinzenalmente às quintas-feiras.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!