Coluna

Por que a polarização extrema ameaça a democracia

    O medo do lado oposto do debate político alimenta o risco do autoritarismo ser chancelado por eleitores pela via democrática

    A democracia está sendo ameaçada diariamente no Brasil. Quando o presidente diz que não dará entrevistas ele se nega a prestar contas à sociedade, quando ele ataca jornalistas e veículos de mídia ele atenta contra a liberdade de imprensa, quando ele faz acordos esquisitos com cartórios para registrar seu novo partido ele mexe a balança em seu favor de forma pouco republicana. Como argumentaram recentemente Celso Rocha de Barros e Cláudio Couto, a corda democrática está sendo esticada diariamente.

    Claudio Ferraz é professor da Vancouver School of Economics, na University of British Columbia, Canadá, e do Departamento de Economia da PUC-Rio. Ele é diretor científico do JPAL (Poverty Action Lab) para a América Latina. É formado em economia pela Universidade da Costa Rica, tem mestrado pela Universidade de Boston, doutorado pela Universidade da Califórnia em Berkeley e foi professor visitante na Universidade de Stanford e no MIT.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.