Coluna

Mulheres, jovens e o mercado de trabalho no pós-pandemia

    A redução da desigualdade de oportunidades de empregos exigirá políticas públicas que levem em conta a nova realidade econômica, alterada pela crise sanitária, pela revolução da tecnologia e pela demografia

    A pandemia forçou algumas famílias a redefinir a maneira de lidar com os trabalhos domésticos, como o preparo das refeições, a limpeza da casa e das roupas, e os cuidados com crianças, doentes e idosos. Nos melhores casos, as tarefas foram divididas de forma solidária e cooperativa entre os membros da família, de acordo com as habilidades e as capacidades de cada um. Entretanto, é inegável que a maioria das mulheres vêm sofrendo importante sobrecarga, o que provoca o temor de voltar ao passado, com perda de conquistas duramente obtidas em tempos recentes. Será esse um fenômeno passageiro?

    Cristina Pinotti é graduada em administração pública pela EAESP-FGV e cursou o doutorado em economia na FEA-USP. É sócia da A.C. Pastore & Associados desde 1993. Antes trabalhou nos departamentos econômicos do BIB-Unibanco, Divesp e MB Associados. Concentra seus trabalhos na análise da macroeconomia brasileira, com ênfase em temas da política monetária, relações do país com a economia internacional, e planos de estabilização. Nos últimos anos tem se dedicado ao estudo da teoria da corrupção e da história da operação Mãos Limpas, na Itália. É autora de diversos artigos e livros. Escreve mensalmente às sextas-feiras.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!