Coluna

Bolsonaro no labirinto: entre o teto de gastos e programas sociais

    A crônica da morte anunciada do Renda Brasil ajuda a entender a difícil situação fiscal em que país se encontra e as prioridades do governo ao tentar sair dela

    Aborrecido, o presidente Jair Bolsonaro não quer mais ouvir juntas as palavras Renda Brasil até 2022. “Bolsonaro doesn’t want to hear about his own social plan anymore” [Bolsonaro não quer mais ouvir falar de seu próprio plano social], surpreendia-se a Bloomberg em reportagem publicada na terça-feira (15), logo após a divulgação do vídeo nas redes sociais do presidente. Apesar da contradição aparente, a crônica da morte anunciada do Renda Brasil pode nos ajudar a entender um pouco melhor o labirinto fiscal em que nos metemos.

    Laura Carvalho é doutora em economia pela New School for Social Research, professora da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo e autora de “Valsa brasileira: Do boom ao caos econômico” (Todavia). Escreve quinzenalmente às sextas-feiras.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.