Coluna

A origem e a evolução de uma teoria científica

    Estabelecer uma hipótese envolve muito trabalho, interação, contribuição e reconhecimento da comunidade de cientistas

    Em 1961, o bioquímico Peter Mitchell revolucionou a área de metabolismo quando propôs a hipótese quimiosmótica para explicar como nossas células geram energia para funcionar. Resumidamente, estava sugerindo que as mitocôndrias, a parte das células que produz essa energia, agiam de modo muito semelhante a baterias, promovendo um fluxo de elétrons associado à separação de polos negativos e positivos. A hipótese de Mitchell não era um “chute”, mas sim uma explicação bem embasada, mas ainda passível de comprovação, para explicar observações anteriores. Como toda hipótese científica, era testável, e poderia se provar verdadeira ou falsa.

    Alicia Kowaltowski é médica formada pela Unicamp, com doutorado em ciências médicas. Atua como cientista na área de Metabolismo Energético. É professora titular do Departamento de Bioquímica, Instituto de Química da USP, membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo. É autora de mais de 150 artigos científicos especializados, além do livro de divulgação Científica “O que é Metabolismo: como nossos corpos transformam o que comemos no que somos”. Escreve quinzenalmente às quintas-feiras.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!