Coluna

'Amor e luta': um encontro com Angela Davis

    Sobre o dia em que conheci, em pessoa, uma das primeiras escritoras feministas que a biblioteca da Unicamp emprestou-me para levar para casa com um carimbo de 15 dias

    É Carnaval! Você está com a família na Bahia. Entre ondas, confetes e arrochas, recebe de Lilia Schwarcz (que Mu-lher!), uma das historiadoras mais importantes do Brasil, um e-mail. A mensagem carrega o sugestivo título “Princeton”. Mudança de planos. Na última semana de férias, você desembarca em Nova York. Entre risos, lágrimas, superações, chegou a vez de celebrar o legado da socióloga e vereadora Marielle Franco. 14 de março de 2019. Lutos. Lutas.

    Dia. “What does #mariellepresente it mean?” Noite. #mulheresnegrasmovemomundo. Em uma sala de jantar com ares coloniais, filósofa, antropóloga, socióloga e historiadora reinventam suas próprias verdades. Embora tenha aprendido se tratar de missão impossível, o quarteto realizou uma proeza: desmantelar a casa grande com as ferramentas do senhor. Em resposta ao improvável fato, suas integrantes despertaram o desejo incontrolável de muitos selfies, beijos, abraços. Doutoras em serem elas mesmas, partiram felizes.

    (Intelectuais Negras: um tanto esotéricas assim - relato de uma noite inesquecível, abrilhantada por uma estrela chamada Angela Davis e pelas reluzentes Aisha M. Beliso-De Jesus e Tianna Paschel).

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Giovana Xavier é professora da Faculdade de Educação da UFRJ. Formada em história, tem mestrado, doutorado e pós-doutorado, por UFRJ, UFF, Unicamp e New York University. É idealizadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Intelectuais Negras. Em 2017, organizou o catálogo “Intelectuais Negras Visíveis”, que elenca 181 profissionais mulheres negras de diversas áreas em todo o Brasil.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.