Coluna

“Faça a coisa certa”

    Como trajetórias individuais podem contribuir para causas coletivas? Spike Lee e sua obra “Infiltrado na Klan” me deixaram feliz e fizeram pensar sobre os desafios de se fazer a coisa certa

    Spike Lee e sua obra monumental têm todo meu amor e respeito. Fiquei muito feliz com a vitória do filme “Infiltrado na Klan” para o Oscar de melhor roteiro. Como historiadora atenta às conexões de tempos e espaços distintos, sua conquista remeteu-me à quantidade de personalidades negras contemporâneas homenageadas este ano por escolas de samba cariocas e paulistas. Assim, durante um Carnaval dedicado a celebrar o amor à minha família, reflito, inspirada pelo discurso do cineasta, sobre os desafios de se fazer a coisa certa.

    Giovana Xavier é professora da Faculdade de Educação da UFRJ. Formada em história, tem mestrado, doutorado e pós-doutorado, por UFRJ, UFF, Unicamp e New York University. É idealizadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Intelectuais Negras. Em 2017, organizou o catálogo “Intelectuais Negras Visíveis”, que elenca 181 profissionais mulheres negras de diversas áreas em todo o Brasil.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.