Coluna

‘O amor como resistência política’

    Como tornar a luta por justiça social mais prazerosa? Eis aí mais um desafio no embate diário contra uma estrutura racista

    A repercussão de meu novo livro tem me levado, diante das indagações da imprensa e do público leitor, a pensar de forma mais sistemática sobre o seguinte desafio: como criar e apoiar projetos de vida para a população negra levando em conta o panorama assustador que as estatísticas apontam? Em 2017, 65.602 pessoas foram vítimas de homicídios, 23% dos jovens entre 15 e 19 anos encontravam-se fora da escola e sem oportunidades de trabalho. A predominância de pessoas negras nesses dados do Atlas da Violência 2019 confirma o que já sabemos: a morte e a desigualdade permanecem elementos fundamentais na constituição de nossa história como grupo racial. Para transcender essa realidade macabra, precisamos de muitos antídotos. Democracia e liberdade expressas na forma de políticas públicas em saúde, educação, lazer, segurança. Considerando estarmos em realidade distante desses propósitos, torna-se ainda mais importante que individual e coletivamente sejamos capazes de iluminar as coisas que estão funcionando (são muitas!). Para isso a aposta nas nossas capacidades individuais, entre elas a de resistir todos os dias a um sistema que está contra nós, em todas as esferas, é fundamental.

    Giovana Xavier é professora da Faculdade de Educação da UFRJ. Formada em história, tem mestrado, doutorado e pós-doutorado, por UFRJ, UFF, Unicamp e New York University. É idealizadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Intelectuais Negras. Em 2017, organizou o catálogo “Intelectuais Negras Visíveis”, que elenca 181 profissionais mulheres negras de diversas áreas em todo o Brasil.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.