Coluna

‘Conte a verdade’: #beyoncé

    A escrita de mulheres negras na primeira pessoa em jornais, universidades, nas artes revela o potencial que nossas personalidades possuem de transformar. Gerar curiosidade, persuadir, fazer florescer o que já existe.

    Nos últimos dias, vivi muitos momentos marcantes através das coisas simples da vida. Essa leveza, tão difícil de ser mantida diante do peso que viver no Brasil significa hoje, reforça a certeza de que “o pessoal é político” e que só temos a ganhar em termos de democracia e liberdade quando assumimos essa verdade.

    Giovana Xavier é professora da Faculdade de Educação da UFRJ. Formada em história, tem mestrado, doutorado e pós-doutorado, por UFRJ, UFF, Unicamp e New York University. É idealizadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Intelectuais Negras. Em 2017, organizou o catálogo “Intelectuais Negras Visíveis”, que elenca 181 profissionais mulheres negras de diversas áreas em todo o Brasil.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.