Coluna

No máximo dois mandatos, Sr(a). presidente

    As instituições políticas brasileiras parecem atender a interesses exclusivos de meia dúzia de dirigentes que se perpetuam no poder. Isso prejudica a representatividade e impede a renovação dos quadros políticos

    Bom dia para você que acordou querendo ler todos os detalhes do julgamento do ex-presidente Lula pelo Tribunal Regional Federal que ocorreu ontem em Porto Alegre. Não tenho dúvida de que nos grupos de WhatsApp, nas rodas de conversa ou nos posts de Facebook só se fala na possibilidade do ex-presidente ser preso, ou não, por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

    Humberto Laudares é especialista em políticas públicas e desenvolvimento. É Ph.D em Economia pelo Graduate Institute, em Genebra (Suíça), e mestre pela Universidade Columbia (Estados Unidos). Fez Ciências Sociais na USP e Administração na FGV de São Paulo. Trabalhou com políticas públicas em governos, no parlamento e em organismos internacionais. Para acompanhar sua página no Facebook: www.facebook.com/laudares

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.