Coluna

Por que os tiranos estão saindo do armário

    O que se pensava estar resolvido no entendimento de democracia liberal, pelo menos desde o século 18, parece que pode ressurgir, até mesmo para atacar frontalmente conquistas universais dos direitos humanos. Foi assim com Trump, é assim com Bolsonaro.

    Os tiranos saíram do armário, inclusive no Brasil. Não é mais estranho ver memes na internet defendendo que a maioria tem o direito absoluto de sempre prevalecer sobre toda e qualquer minoria. O que se pensava estar resolvido no entendimento de democracia liberal, pelo menos desde o século 18, parece que pode ressurgir, até mesmo para atacar frontalmente conquistas universais dos direitos humanos. Foi assim com Trump, é assim com Bolsonaro.

    Humberto Laudares é especialista em políticas públicas e desenvolvimento. É Ph.D em Economia pelo Graduate Institute, em Genebra (Suíça), e mestre pela Universidade Columbia (Estados Unidos). Fez Ciências Sociais na USP e Administração na FGV de São Paulo. Trabalhou com políticas públicas em governos, no parlamento e em organismos internacionais. Para acompanhar sua página no Facebook: www.facebook.com/laudares

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!