Coluna

Lamentamos a violência, aplaudimos execuções em praça pública

    Precisamos pensar em nós, nas nossas atitudes, nos rostos que gostamos de ver amarrados e espancados, nos assobios entusiasmados que damos aos policiais que executam a sangue frio, e também quando vemos policiais mortos

    Tem algo acontecendo no Brasil há séculos. Aquela expressão do senso comum se faz necessária: está ficando cada vez pior. E está mesmo. Quem vem acompanhando os noticiários nos últimos meses sabe que a chapa tá quente. Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, Claudinéia dos Santos Melo foi baleada na barriga voltando do supermercado. Ela estava grávida de Arthur, que se encontra em estado grave. Na favela da Mangueira, no Rio, duas mulheres negras, mãe e filha, foram assassinadas na porta de casa. Em Salvador, na Bahia, foram registrados 15.751 casos de violência contra a mulher do início deste ano até meados de maio. Esses números são pessoas.

    Yasmin Thayná é cineasta, diretora e fundadora da Afroflix, curadora da Flupp (Festa Literária das Periferias) e pesquisadora de audiovisual no ITS-Rio (Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro). Dirigiu, nos últimos meses, “Kbela, o filme”, uma experiência sobre ser mulher e tornar-se negra, “Batalhas”, sobre a primeira vez que teve um espetáculo de funk no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e a série Afrotranscendence. Para segui-la no Twitter: @yasmin_thayna

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!