Coluna

Enquanto houver privilégios, haverá corrupção

Aqui no Brasil, falamos muito sobre corrupção, mas pouco sobre privilégios. O problema é que nunca haverá uma solução para aquela enquanto não nos livrarmos destes

O Brasil é o país do privilégio. Exemplo: bem poucas nações do mundo dão a seus governantes tantas benesses – verbas para viajar e comprar roupa, palácios, motorista, secretária, telefone com a conta liberada, passagens aéreas à vontade, um séquito de assessores, dispensa de filas, almoço (e jantar) grátis, regras especiais de aposentadoria, impunibilidade, tratamento grátis de saúde. O topo do “serviço” público deste país é uma casta, que claramente pode mais do que os outros – e acaba acreditando que merece mais também.

Denis R. Burgierman é jornalista e escreveu livros como “O Fim da Guerra”, sobre políticas de drogas, e “Piratas no Fim do Mundo”, sobre a caça às baleias na Antártica. É roteirista do “Greg News”, foi diretor de redação de revistas como “Superinteressante” e “Vida Simples”, e comandou a curadoria do TEDxAmazônia, em 2010.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Gosta do nosso jornalismo?

Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

  • → O essencial para estar bem informado todos os dias
  • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
  • → Newsletters exclusivas
  • → Acesso a nossos gráficos e especiais

Esteja conectado com o melhor da informação.
Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!