Coluna

Da cor da cordialidade: sobre fiéis e infiéis

    Até há pouco tempo, imperava certa norma interna de decoro político. No entanto, o que vemos ocorrer mais recentemente é o patrimonialismo em seu estado 'mais puro'

    Há momentos em que um conceito que parecia velho, em desuso, e até superado, como que se impõe. Esse é o caso do castigado termo patrimonialismo, utilizado pela primeira vez pelo sociólogo alemão Max Weber (1864-1920) ainda em finais do século 19. Derivado da palavra patrimônio, que evoca o sentido de propriedade privada, o termo sugere a importância do lugar patrimonial, do espaço individual, que se destaca diante das causas públicas e comuns.

    Lilia Schwarcz é professora da USP e global scholar em Princeton. É autora, entre outros, de “O espetáculo das raças”, “As barbas do imperador”, “Brasil: uma biografia”, "Lima Barreto, triste visionário”, “Dicionário da escravidão e liberdade”, com Flavio Gomes, e “Sobre o autoritarismo brasileiro”. Foi curadora de uma série de exposições dentre as quais: “Um olhar sobre o Brasil”, “Histórias Mestiças”, “Histórias da sexualidade” e “Histórias afro-atlânticas". Atualmente é curadora adjunta do Masp para histórias.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Conteúdo exclusivo para assinantes

    Gosta do nosso jornalismo?

    Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

    • → O essencial para estar bem informado todos os dias
    • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
    • → Newsletters exclusivas
    • → Acesso a nossos gráficos e especiais

    Esteja conectado com o melhor da informação.
    Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!