Coluna

Quando faltam palavras e sobra assombro: 2016, o ano que não quer acabar

    Em geral faltam termos quando nos escapa a situação. E pior; no lugar daqueles mais usuais, muitas vezes surgem outros, com uma velocidade e urgência impressionantes

    Desde as últimas eleições realizadas nos EUA, morar no centro de Nova York ou circular pelas imediações da Trump Tower virou um verdadeiro périplo. É preciso enfrentar ruas fechadas, barricadas nas calçadas, policiais mal-encarados, uma legião de turistas curiosos com suas máquinas nas mãos – ansiosos para ver se o futuro presidente ou a primeira-dama dão uma “palhinha” na janela –, bem como contornar todo tipo de manifestações contestando o resultado do escrutínio nacional. Vale até bater papo com um atencioso Papai Noel, o qual, há semanas, continua estacionado bem em frente do prédio – no outro lado da avenida. Revoltado, e a despeito do frio que anda fazendo, lá está ele, todos os dias, carregando um cartaz: “este ano não vai haver Natal e a culpa é do Trump”.

    Lilia Schwarcz é professora da USP e global scholar em Princeton. É autora, entre outros, de “O espetáculo das raças”, “As barbas do imperador”, “Brasil: uma biografia”, "Lima Barreto, triste visionário”, “Dicionário da escravidão e liberdade”, com Flavio Gomes, e “Sobre o autoritarismo brasileiro”. Foi curadora de uma série de exposições dentre as quais: “Um olhar sobre o Brasil”, “Histórias Mestiças”, “Histórias da sexualidade” e “Histórias afro-atlânticas". Atualmente é curadora adjunta do Masp para histórias.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.