Coluna

No fundo, a crise é de confiança (como sempre, aliás)

    A confiança nos outros sempre foi um problemão no Brasil. Aí, em 2016, piorou. Como sair dessa?

    Como confiar nos outros, no Brasil? Quem, em sã consciência, confia no Congresso, nos políticos, nos partidos? Alguém aí confia no presidente da República? Hehe. E na Justiça? Quem confia na polícia, meu Deus? No sistema político, no sistema de educação, no sistema de saúde. Como confiar na mídia? Nos empresários, nos proprietários, nos banqueiros; nos sindicatos, nas associações, nas federações; no comércio, na indústria, nos serviços? E no povo? Quem é que confia no povo brasileiro? Quem aí confia na democracia?

    Denis R. Burgierman é jornalista e escreveu livros como “O Fim da Guerra”, sobre políticas de drogas, e “Piratas no Fim do Mundo”, sobre a caça às baleias na Antártica. É roteirista do “Greg News”, foi diretor de redação de revistas como “Superinteressante” e “Vida Simples”, e comandou a curadoria do TEDxAmazônia, em 2010.

    Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Exclusivo para assinantes

    Tenha acesso a todo o nosso conteúdo, incluindo expressos, gráficos, colunistas, especiais, além de newsletters exclusivas com curadoria da redação. Apoie o jornalismo independente brasileiro de qualidade.
    Assine o Nexo.